VOCÊ CONHECE SEU POTENCIAL?

 

Há pessoas que passam pela vida sem sequer ter uma ideia de quem realmente são, de quais são seu potenciais e talentos. Vivem por viver sem maiores sonhos ou objetivos. Vivem um dia após o outro sem traçar grandes sonhos e metas, aguardando os feriados e férias como um oásis na aridez do dia a dia.

E muitas vezes sentem que falta algo, que precisa de algo mais na sua vida. E muitas vezes preenche esse vazio com consumo, bebida ou horas assistindo a series na tv. O efeito é somente de um alivio temporário. É preciso repetir a dose para voltar a esquecer aquela inquietação, aquilo que faz falta e nem sabemos o que é.

Sem saber o nosso potencial pleno acabamos insistindo em caminhos errados e perdendo excelentes oportunidades. Sem saber quem realmente somos não conseguimos a verdadeira felicidade e realização.

Vamos seguindo o “bom senso” e o “achismo” de muitos, de pessoas cheias de boas intenções que repetem chavões e frases feitas da sabedoria de para choque.

O poder de realização que temos dentro de nós pode nos levar muito mais longe do que pensamos. Há um grande potencial realizador em nós. E quando realizamos esse potencial tornamos o mundo a nossa volta muito mais rico e belo.

O momento caótico que vivemos atualmente se deve muito ao fato que poucas pessoas estão realmente dispostas a realizar seu pleno potencial.

Mas como conhecer esse potencial? O mapa astrológico pode nos mostrar um retrato profundo do nosso modo de ser e dos caminhos que o universo marcou em nossa vida.

Podemos saber se temos um potencial empreendedor e qual o tipo de negócio que aumenta o potencial de lucro e sucesso. E ainda podemos avaliar qual o melhor momento para começar um negócio, amplia-lo e fazer novos investimentos.

Podemos conhecer o tipo de inteligência que temos, os talentos e capacidades profissionais e quais as tendências profissionais que nos permitem realizar nosso melhor potencial.

Está tudo ali no mapa astral, um mapa do tesouro ou um gps para o sucesso.

Podemos entender nossos relacionamentos afetivos, como amamos, como expressamos nosso afeto e o tipo de pessoa que nos atrai. Nosso potencial de romance e sedução. O tipo de pessoa que tendemos a namorar e casar e como esse relacionamento será.

Podemos entender as questões espirituais e quais as melhores maneiras de superar as dificuldades de nossa vida.

Analisando o mapa podemos entender os “nós” de nossa vida e como podemos supera-los e vivenciar nosso mapa de forma positiva.

 

 

Então me diga, você topa conhecer esse potencial ou não quer sair da zona de conforto?

RÉGIS CAANABARRO