VÊNUS E LUA OS DOIS LADOS DA SEDUÇÃO

Os problemas de relacionamento começam dentro de nós. Pode parecer muito duro, mas é a realidade. Todos nós temos uma série de padrões ligados à afetividade e relacionamento e isso pode tanto ajudar como atrapalhar. No Mapa Astral esses padrões estão relacionados ao posicionamento do sol, lua, vênus e marte.

No mapa astral de uma mulher é fundamental analisar com cuidado a posição de vênus e da lua, pois são chaves muito importantes que mostram a maneira como ela expressa sua feminilidade e o que busca num relacionamento. Normalmente as pessoas só conhecem o seu signo solar (aquele que é dado pelo dia do aniversário) e ignoram completamente o signo de sua vênus. Isso explica porque uma pessoa de um signo se expressa, em questões afetivas, de modo diferente do seu signo solar. Por exemplo: uma mulher de leão, exuberante, expansiva, pode se expressar de forma tímida e insegura em questões afetivas. É que ela tem a vênus em virgem e ama como uma virginiana.

No mapa de uma mulher o planeta vênus representa o lado sedutor, coquete, afetivo, romântico, sensual, o flerte, os jogos amorosos, a namorada, a mulher jovem.

A lua representa o lado maternal, o acolhimento, o lar, a dona de casa, a mãe, a esposa, a companheira, a mulher madura.

Estes dois lados da feminilidade precisam estar equilibrados para uma mulher se sentir realizada como mulher.  Qualquer desequilíbrio pode criar problemas de relacionamento.

Muitas vezes as mulheres, após anos de casamento, começam a agir como se fossem “mães” do marido, dando-lhes ordens e eles começam a se comportar como moleques travessos.

Esse é um comportamento de risco num casamento, pois pode sufocar o erotismo do casal, lembre-se: os homens não vão para cama com suas mães.  Se você se comportar como “mãe” dele, é assim que será vista. O lado acolhedor e maternal, lunar, deve ser expresso sem exageros ou sem sufocar a individualidade do parceiro. Muitas vezes com a chegada dos filhos o papel de mãe acaba predominando sobre o papel de namorada sedutora. Outra expressão dos desequilíbrios ligados à lua são os distúrbios alimentares. Por trás da compulsão alimentar existe um emocional desequilibrado, representado pela lua. É uma compensação por falta de amor durante a infância ou adolescência. Muitas vezes na infância o alimento é usado como recompensa ou compensação e se mistura comida com afeto.  E quando alguém come muito fica com o corpo arredondado (forma lunar). Outra manifestação dos distúrbios alimentares é a anorexia (infelizmente cada vez mais freqüente), onde o pavor de engordar leva as mulheres a uma imagem distorcida do próprio corpo, ficando sem se alimentar.

Outras mulheres expressam de forma mais intensa sua vênus e sufocam sua lua.

São aquelas que ficam desesperadas atrás de qualquer relacionamento afetivo, colecionando histórias desastrosas ou engraçadas e com as quais os homens não querem nada sério.

Elas exalam carência e imaturidade e os homens sentem o cheiro a quilômetros de distância e fogem como o diabo da cruz. Muitas são bonitas, sedutoras, bem sucedidas profissionalmente e parecem ter o famoso “dedo podre”. Muitas reclamam que os homens só olham para o seu corpo ou só querem sexo, mas muitas vezes se vestem de forma vulgar e provocante. Quando conhecem uma vítima se jogam pra cima como um náufrago busca uma tábua de salvação. É a mais bonita da turma, mas vai ficando pra tia, as amigas mais feias, mais velhas e mais equilibradas, casam antes.  Quando tem um namorado costumam ser muito inseguras, querem a presença dele a qualquer hora, morrem de ciúmes e vivem com medo de serem abandonadas. Tanto atazanam a vida do coitado que ele realmente vai embora.

Em casos extremos podem atrair até situações de violência.

Outro tipo de desequilíbrio de vênus é a compulsão por compras, especialmente de roupas ou sapatos.  A preocupação exagerada com a aparência demonstra uma enorme falta de auto-estima e equilíbrio.

Uma mulher com a lua e vênus equilibradas no seu mapa é feminina, sedutora sem exageros e acolhedora sem ser sufocante. Equilibra os papéis de mãe, esposa, dona de casa e não exige de si mais do que consegue fazer. Costuma ser uma profissional respeitada e muito querida pelos colegas.  A boa noticia é que é sempre possível buscar o equilíbrio desses dois fatores para ter uma vida melhor e muito mais feliz!

RÉGIS CAANABARRO

                                               ASTRÓLOGO E NUMERÓLOGO