A PROFISSÃO ESTÁ ESCRITA NAS ESTRELAS?

Sendo o mapa astral uma síntese do potencial humano, estaria também a profissão escrita no nosso horóscopo pessoal? Há algumas décadas um psicólogo e estatístico resolveu pesquisar sua eficácia e demonstrar que o mapa astral não funcionava. Ele se chamava Michel Gauquelin e durante mais de 30 anos pesquisou sobre o tema. Ele queria um fato objetivo e incontestável e escolheu o sucesso profissional. Coletou os dados de nascimento (data de nascimento, hora e cidade) de 41 mil profissionais e relacionou as posições planetárias de nascimento aos profissionais. O trabalho estatístico foi cuidadoso e manual, pois ainda não existiam computadores adequados ao trabalho. E foi revisado por diversos cientistas que não encontraram nenhum erro.  O resultado foi devastador, mas ao contrário do que ele supunha, comprovavam de forma clara os pressupostos astrológicos. Chegou a três conclusões:

– Os mapas astrológicos dos profissionais de sucesso já revelavam ao nascer sua tendência profissional.

– Cada atividade profissional tinha características astrológicas bem definidas.

– Essas atividades profissionais estavam diretamente ligadas ás aspirações e desejos daquelas pessoas.

Só como exemplo, vou citar alguns casos: A presença destacada do planeta marte nos mapas astrais de atletas, executivos, militares, médicos e cientistas. São atividades que exigem determinação, energia, autoconfiança, iniciativa e uma certa agressividade. São as características psicológicas do planeta marte em destaque no mapa astral.

A presença do planeta júpiter em destaque nos mapas astrais de dramaturgos, jornalistas, atores, ministros e atletas de jogos em equipe. São atividades que exigem capacidade de interagir com o meio, lidar com fortes fatores emocionais, senso de justiça, pensar no coletivo, raciocínio abstrato, otimismo e capacidade de liderança.

O mapa astral dos profissionais de mais prestígio mostrava características mais acentuadas dos aspectos. Por exemplo, no mapa de atletas de alta performance, com medalhas olímpicas a presença do planeta marte é mais marcante do que dos atletas menos brilhantes.  O trabalho de Gauquelin é vasto e muito profundo e até hoje não foi encontrado falhas ou erros.  Mas a astrologia moderna vai além, analisa também as necessidades de cada um, o que precisa na vida, as habilidades e limitações. E analisa também o potencial financeiro, pois é melhor ser um empregado bem remunerado que um patrão falido.

Analisa o tipo de inteligência e o que gosta de fazer. Junta todos esses fatores e mais alguns para se chegar a uma síntese, indicando duas ou três tendências profissionais possíveis. Tendo essas opções, a escolha profissional fica bem mais amena.

O melhor de tudo é saber que tudo é definitivo até que mude, muitas pessoas acabam trabalhando numa área algum tempo e depois mudam para outra área e hoje isso não é mais visto como sinônimo de fracasso. Mostra apenas o vasto potencial humano contido no mapa astral, tão vasto que precisaríamos de muitas vidas para explorá-lo completamente.

RÉGIS CAANABARRO