O AMOR ESTA ESCRITO NAS ESTRELAS

 Num momento de tantos desencontros amorosos em que todo mundo quer o direito a felicidade resta uma questão…  Como fazer o amor dar certo? Na verdade a questão é mais complexa: como você ama e qual é o perfil da pessoa que você ama. Mesmo com algumas diferenças, as pessoas pelas quais você se atrai, têm algumas características em comum.  Usando a astrologia podemos fazer um estudo chamado de Sinastria que é a comparação de mapas astrais de casais. Essa técnica pode ser usada para sociedades comercias e para a formação de equipes de trabalho. Vejamos como ela funciona.

Primeiro é feito uma análise do perfil amoroso de cada um, avaliando como expressa seu amor, como se relaciona e o que busca na pessoa amada. Depois analisamos o tipo de pessoa por quem se sente atraído e o tipo de relacionamento com ela. Por fim comparamos os mapas dos dois e analisamos os pontos de atração, de conflito e as maneiras de ter um relacionamento mais harmônico.

Não cabe ao astrólogo dizer ao casal se vai dar certo ou se devem se separar, teoricamente todas as dificuldades e incompatibilidades podem ser superadas e qualquer casal pode ser feliz. Na prática algumas incompatibilidades são bastante difíceis de serem superadas, pois exigem muito esforço dos dois.

Nessa análise podemos detectar certas situações que poderíamos comparar a “falhas no programa amoroso”. É o caso de uma mulher bonita que tem uma conjunção de vênus e saturno no seu mapa. Ela não se acha merecedora de amor e com isso acaba entrando em relacionamentos onde não é valorizada. Depois de algum sofrimento aquele relacionamento acaba é a pessoa se sente um lixo, reforçando a crença de que não merece amor. Se por acaso aparece um homem que a valoriza e a trata bem ela desconfia do seu amor. Suas atitudes acabam sabotando o amor dele e magoado ele se vai. E ela pensa “eu sabia que ele não me amava!”. É um circulo vicioso que se repete até ela procurar ajuda com um psicólogo ou terapeuta, aí vai se dar conta que o problema está dentro dela.

Outro aspecto comum é o de vênus em conjunção com netuno. O resultado é aquilo que chamamos “transformar sapos em príncipes”, ou seja, ela só vê o lado bom das pessoas e transforma os defeitos em qualidades. Todo mundo acha que o namorado dela é um baita de um vagabundo, mas ela acha que ele é um incompreendido que nunca teve uma boa chance na vida. O tempo passa e apesar das muitas “chances” ele continua o mesmo inútil de sempre, até que ela o pega na cama com sua colega de apartamento. E fica furiosa “ele não podia fazer isso comigo, que fiz tanto por ele”. Sim ela fez tanto e ele nunca fez nada, ela criou um personagem que só existia na sua imaginação. E a historinha se repete até ela buscar ajuda numa terapia e tirar os “óculos cor de rosa” que carrega.

São dois exemplos de como a astrologia pode ajudar a descobrir o nosso potencial amoroso e nos relacionarmos melhor. E você e seu amor, como se relacionam? Que tal fazer uma sinastria?

 

 

RÉGIS CAANABARRO

ASTRÓLOGO E NUMERÓLOGO