2018 – SURFANDO NA ONDA DA MUDANÇA

RÉGIS CAANABARRO

 ASTRÓLOGO E NUMERÓLOGO

 

2018 chega trazendo uma onda de mudanças e temos duas opções: ou surfamos essa onda ou somos levados por ela e tomamos um caldo!

A mudança vem independente da nossa vontade. resistir a mudança é como querer parar uma onda do mar com a mão!

Um novo mundo se desenha a nossa frente e precisamos nos adaptar a essas mudanças. O tempo não para!

Em 2020 teremos o início de um novo ciclo marcado pela conjunção de júpiter e saturno em aquário. Marca uma transformação radical na economia e nas relações sociais.

Trabalho, previdência social e relações de consumo vão mudar profundamente.

Já estamos vivendo a situação de ver o mundo virar de pernas pro ar e até 2020 essas mudanças se acentuam.

Até 2020 veremos

– Mudanças no sistema financeiro com maior uso de moedas eletrônicas como o Bitcoin.

-Pesquisas que melhoram a produtividade agrícola.

– Uso cada vez mais frequente de bens e serviços compartilhados como coworking, bicicletas, veículos etc.

– Maior valorização dos alimentos, da água potável e dos recursos naturais.

– Valorização de produtos orgânicos, alimentação saudável e terapias alternativas.

– forte presença de ONG’S  e  cooperativas nos mais diversos setores.

– As pessoas vão valorizar mais a qualidade de vida e ter mais tempo para si mesmos.

 

BRASIL EM 2018

O ano de 2018 começa turbulento para nosso país. As mudanças são necessarias mas enfrentam fortes resistências de setores privilegiados que não aceitam qualquer mudança. Encastelados em privilégios e defendendo suas prerrogativas por todo o tipo de manobra vão escancarar o que realmente desejam: continuar com sua boquinha e o resto do povo que se lasque!

As disputas entre os três poderes vão se acentuar durante esse ano.

O povo está no limite e pode se manifestar de forma explícita podendo inclusive chegar a reações violentas. Autoridades públicas podem ser afrontadas pela população.

Os esquemas espúrios vão continuar sendo expostos ao público. Até 2024 a presença de plutão no signo de capricórnio vai expor os pequenos e grandes esquemas de corrupção e muita gente importante vai acertar as contas com a lei.

Veremos também uma movimentação por parte de muitos setores da sociedade para que o cidadão mude seu comportamento no dia a dia e diga não ao jeitinho e pequenas transgressões do cotidiano.

Afinal a corrupção precisa ser combatida também nas pequenas questões do dia a dia. Para termos um país melhor é preciso que a sociedade diga não a corrupção.

Mas nem tudo são más noticias :

– A economia mostra um maior crescimento especialmente no segundo semestre.

– As leis penais devem ser revistas trazendo punições mais duras e menos benefícios aos criminosos.

– Uma grande renovação no parlamento deve ocorrer em 2018.

– O novo presidente terá uma postura mais conservadora e vai focar na economia e trará mudanças positivas.

– O novo governante vai ter uma base sólida de apoio político e respaldo da sociedade para tomar as medidas necessárias para melhorar nosso país.

 

RIO GRANDE DO SUL

As dificuldades econômicas do estado devem continuar pelo menos até 2020. E a situação pode chegar a extremos nos meses de julho a setembro.

Medidas dura devem ser tomadas ainda no primeiro semestre para equilibrar as contas. A grande questão é corta o quê?

O transito de saturno no mapa astrológico do Rio Grande do Sul pela casa 2 nos fala da necessidade de cortar gastos, evitar desperdícios e administrar o dinheiro público de forma mais eficiente.

E nessas horas é provável que algumas categorias que ainda não foram afetadas pelos parcelamentos de salários sinta isso na carne.

O funcionalismo público deve fazer movimentos reivindicatórios nos meses de julho e agosto.

Vamos ver o aumento da atividade do crime organizado , rebeliões nos presídios e mesmo ações violentas semelhantes as que ocorreram há alguns anos em São Paulo e Santa Catarina.

Essa situação vai exigir atuação firme e decisiva das forças da segurança pública.

Podemos ter problemas ligados a saúde pública, epidemias e crise nos hospitais.

 

PASSO FUNDO

Inserida no contexto global a cidade é afetada pelas mudanças da economia mas os meses de janeiro a março são positivos. Podemos ter uma quebra de safra ou outros problemas na agricultura.

Os meses de abril a agosto são muito difíceis para a economia do município. De outubro a dezembro as coisas melhoram.

Passo Fundo deve atrair um ou dois grandes empreendimentos que vão impactar de forma positiva a economia da cidade e região.

 

LUCIANO AZEVEDO

O ano de 2018 começa muito positivo para o prefeito.

De abril a agosto a administração enfrenta momentos difíceis. Crises no secretariado podem ocorrer em maio.

As despesas da prefeitura tendem a crescer mais que as receitas. Isso pode dificultar o equilíbrio das contas da prefeitura. São reflexos da situação econômica do país.

Novos projetos empresariais podem deixar o futuro da cidade mais alvissareiro.

O prefeito pode receber apoio de diversos setores para se candidatar nas próximas eleições.

 

GRÊMIO

Depois de um ano de grande destaque coroado com o tricampeonato da taça Libertadores o imortal tricolor começa o ano com o pé direito.

Algumas turbulências devem ocorrer no início do ano mas partir de março o grêmio vive um momento positivo.

O fator sorte favorece ao tricolor durante o ano de 2018.

Alguns jogadores podem sair de modo brusco causando certo desconforto.

A trajetória do time tende a ser bem mais fácil em 2018. Com um comando competente e harmonia do grupo de jogadores o Grêmio pode trazer grandes alegrias a torcida em 2018.

Só o que pode atrapalhar o ano do Grêmio são conflitos na diretoria e desarmonia do grupo de jogadores.

 

INTERNACIONAL

Depois de um ano difícil com muita instabilidade o colorado conseguiu voltar a série A. A volta à elite do futebol marca um novo momento no Inter.

Até abril o momento é de ajustes e necessárias mudanças. É preciso que aquilo que já não serve mais saia para abrir espaço para o novo.

Se a renovação não ocorrer nesse momento podem surgir grandes dificuldades para o colorados no final do ano.

É um ano de semeadura, de novos caminhos mas que podem render poucos frutos.

Toda e qualquer conquista exige um maior esforço e determinação pois o fator sorte não favorece o Inter em 2018.

O que for conquistado em 2018 deveria ter um valor duplo pois exige o dobro do esforço.